quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Speculoos

Os speculoos são um biscoito tradicional em forma de São Nicolau de Myrna que se consome durante a época do Advento e particularmente no dia 6 de dezembro , festa de São Nicolau na Bélgica, na Holanda , nas províncias da Renânia e da Vestefália na Alemanha Ocidental e no norte da França na Flandres meridional. Estes biscoitos encontram-se no entanto todo o ano acompanhando o café e abandonaram a forma tradicional em proveito da forma de bolachinhas não figurativas, guardando a forma típica para as festas de fim de ano. Os verdadeiros speculoos são de tamanho grande e buscam as suas formas no folclore 

O speculoos é um biscoito tipicamente belga e terá sido inventado em Hasselt na província do Limburgo no século XIV. A tradição manda-o comer ao pequeno almoço entre duas fatias de pão, mas este hábito vêm-se perdendo embora os incondicionais continuem a faze-lo pois estes biscoitos foram outrora considerados como alimento de base. Feito com mel, canela, cravinho, noz moscada, cardamomo, pimenta branca e baunilha, é o caramelo de açúcar mascavado que lhe dá a cor de âmbar tão característica. Na Holanda tomam o nome de « Speculaas » e as « stilleves » ( naturezas mortas holandesas e flamengas do século XVII ) representam-nos magnificamente. Existem as variedades de Hasselt, de Bruges e de Dinant e em Bruxelas é na centenária “ Maison Dandoy “ que eles devem ser comprados. 

Durante as festas natalícias é tradição gastronómica servi-lo com o café para que toda a família “ debique “ estes figurinos. A Feitoria da Bélgica fá-los também chegar à mesa dos portugueses, que terão certamente o seu quinhão na história ,visto terem sido as Feitorias portuguesas da Flandres a comercializarem e a transaccionarem as especiarias para o norte da Europa a partir do século XIV .

Obtive a informação aqui, e aconselho a visitar a página!

Esta é a minha versão das speculoos, que fiz para participar no desafio do grupo #Vamos Fazer Bolachas do Cravo e Canela - Uma cozinha no Brasil!! Por cá todos gostaram e aprovaram!! 







Ingredientes:


250 g de farinha
125 g de açucar mascavo
100 g de manteiga
1 ovo
1 colher de café de canela 
1/4 colher de café de gengibre moído
1/4 colher de café de noz-moscada
1/4 colher de café de cravo em pó
1/4 colher de café de cardamomo em pó
5 g de fermento em pó
1 pitada de sal

Preparação:


Numa taça misture o açúcar mascavo, a canela, o gengibre, a noz moscada, o cravo e o cardamomo.
Derreta um pouco a manteiga em banho-maria, junte o ovo e depois adicione esta mistura ao açúcar com as especiarias.
Com a ajuda de uma colher de pau bata bem esta mistura até conseguir uma pasta homogênea. Junte a farinha em 3 etapas sem parar de mexer. Coloque o sal e por último o fermento. Se a massa se mostrar difícil de mexer pode acrescentar uma ou duas colheres de sopa de água morna. Cubra a massa com papel filme e leve ao frigorifico por 12 horas. (Este procedimento é importante para que a massa possa adquirir o máximo aroma e sabor das especiarias)
Retire do frigorifico, coloque sobre uma superfície enfarinhada e abra a massa com o rolo não muito fino (cerca 35mm), corte com o cortado de biscoitos da maneira que preferir. Leve a assar em forno pré aquecido 170 graus por cerca de 20 minutos. Não esqueça de deixar espaço entre os biscoitos, eles irão crescer! Deixe arrefecer por 2 horas. Conservam-se num recipiente fechado hermeticamente.



Nota: Estas bolachas podem ser utilizadas em múltiplas preparações culinárias doces e salgadas, e são a base da "nova Nutella", um creme que está a ter o maior sucesso na Belgica (onde foi inventado) e também nos EUA.  

5 comentários:

  1. Adoro o creme speculloos as bolachas também são uma delicias
    As tuas ficaram lindas...lindas
    bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada São!
      O Creme ainda não provei, nunca encontrei à venda cá, mas gostava de experimentar!
      Quanto as bolachas, adoro :)
      Bjnho

      Eliminar
  2. Respostas
    1. São mesmo Susana! Vale a pena experimentar ;)
      Bjnho

      Eliminar
  3. Adoro estas bolachas, também já publiquei uma receita sem lactose das mesmas! :-)

    ResponderEliminar